Conheça as medidas sanitárias adotadas para a reabertura de shoppings

Há duas semanas, a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) contratou o Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, para elaborar um protocolo com medidas de segurança e higiene para a volta das atividades do setor. A expectativa era de que o setor retomasse as atividades nesta segunda, 1, mas o prefeito Bruno Covas estendeu a quarentena na maior cidade do país até o dia 15 de junho. A administração municipal só dará o aval de abertura após entidades de classe apresentarem o plano de medidas sanitárias. Ainda não se sabe se Covas irá aprovar algum setor em específico antes do dia 15.

Nesta segunda, a Abrasce encaminha à prefeitura um protocolo para a abertura dos 53 shoppings da cidade São Paulo. O setor tem esperança de reabrir a tempo de aproveitar o Dia dos Namorados, dia 12. Sabe-se que, mesmo que os centros de compram retornem, suas praças de alimentação não estarão em funcionamento. VEJA conversou com Rafael Saad, gerente da Consultoria do Hospital Sírio-Libanês, sobre as novas regras.

O que é esse protocolo? Temos recebido demandas de uma série de empresas e entidades de classe para atuar como consultoria, como rede de hotel e frigoríficos. Estamos tendo uma demanda brutal de um mês para cá, todos querendo saber como retomar a economia com segurança. A Abrasce nos procurou há duas semanas para ter o melhor sistema para para a reabertura dos shoppings. A entidade queria fazer uma revisão de protocolos já existentes e criar outros novos.

E quais são as medidas dos shoppings que vão reabrir? Todos deverão usar máscaras: clientes e colaboradores. Caso alguém queira entrar sem máscara, o shopping deve disponibilizá-la. Também pedimos pontos de lavagem de mãos na praça de alimentação e dispositivos com álcool em gel em diversos pontos. Quem estiver com temperatura acima de 37,2 graus, será encaminhado para um ambulatório. Pedimos para não fazer eventos e para reduzir o número de clientes em corredores e dentro das lojas.

Continua após a publicidade

O serviço de valet pode ser mantido? Sim, mas os manobristas deverão passar álcool a cada veículo que estacionarem.