“Nunca quis romantizar a pandemia”, diz Thaila Ayala após gafe com marca

Mais conhecida pela beleza (estonteante) e polêmicas (já disse que franceses fedem) do que pela desenvoltura como atriz, Thaila Ayala foi cancelada na semana passada das redes sociais. Com o Brasil na casa dos 40 000 mortos pela Covid-19, ela mostrou seu novo empreendimento: uma grife de roupa chamada Vir.us 2020. Claro, foi acusada de lucrar em cima da maior pandemia da história recente. Thaila tentou justificar o injustificável. “Nunca quis romantizar a pandemia”, jura. Após a grita, cedeu ao ensinamento de que criatividade demais pode atrapalhar. Mudou o nome marca para… Amar.ca.

O início da reabertura em grandes cidades brasileiras, os embates dentro do Centrão e a corrida pela vacina contra o coronavírus. Leia nesta edição.VEJA/VEJA

Publicado em VEJA de 17 de junho de 2020, edição nº 2691