Após prisão de fundador da Ricardo Eletro, internautas cobram Luciano Huck

Na manhã desta quarta-feira (8), o fundador da rede Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, foi preso no estado de São Paulo. Ele é acusado de sonegar cerca de R$ 600 milhões de reais em impostos. Após a prisão, o nome de Luciano Huck foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter. Internautas cobram um posicionamento do apresentador, que é amigo de Ricardo Nunes e foi garoto-propaganda da rede varejista.

Na segunda (6), Huck vendeu a participação que tinha na rede de restaurantes Madero, do empresário Junior Durski, que se envolveu em uma polêmica ao defender o presidente Jair Bolsonaro e ir contra as recomendações de isolamento social. 

Luciano Huck, de 48 anos, tem seu nome frequentemente especulado como possível candidato à presidência em 2022. Nos últimos meses, o apresentador tem sido um crítico frequente das ações do presidente, se posicionando como oposição.

Com o caso de Ricardo Nunes vindo à tona, o apresentador teve fotos e mensagens escritas expostas. “O Luciano Huck apagou as fotos com Aécio com os Irmãos Batista da JBS, vai apagar também as fotos com o Ricardo Eletro? Já pode pedir música no Fantástico”, disse um usuário. Nunes chegou a participar de um quadro do Caldeirão do Huck e teve sua trajetória exaltada pelo apresentador. 

Continua após a publicidade

VEJA São Paulo entrou em contato com a assessoria de imprensa de Luciano Huck, mas até o momento não recebeu resposta.

Confira a repercussão:

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade