“Glee” está amaldiçoada? Relembre polêmicas envolvendo o elenco da série

O desaparecimento da atriz Naya Rivera, a Santana Lopez de “Glee”, na última quarta-feira (8), é mais uma tragédia relacionada ao elenco do programa musical que foi sucesso entre 2009 e 2015. A série adolescente explodiu tratando de temas como superação e inclusão, mas fora das telas notícias sobre os atores estão vinculadas a casos de prisão, morte e pedofilia.

Rivera, uma americana de 33 anos, participou de seis temporadas da série e sumiu após um passeio de barco no Lago Piru, na Califórnia. Segundo a polícia local, equipes de resgate seguem à procura da atriz. Naya alugou um barco por volta das 13h e saiu para navegar com o filho de quatro anos. Segundo o xerife do condado de Ventura, Eric Buschow, a atriz chegou a nadar no lago com o menino.

Policiais encontraram o garoto dormindo no barco por volta das 17h e, de acordo com o site TMZ, ele disse que a mãe havia pulado na água, mas não voltou. Ainda não confirmada, a hipótese mais provável até agora é a de afogamento.

O pai da criança é o ator Ryan Dorsey. Em 2017, Naya já havia sido presa, acusada de agredir o marido. De acordo a emissora WSAZ, Dorsey diz em sua acusação que foi atingido na cabeça e no lábio inferior enquanto levava os filhos para uma caminhada. Ele também teria dado à polícia um vídeo onde mostra que foi agredido. Na época, ela foi solta após pagar uma fiança de 1 000 dólares. Depois, entrou com um pedido de divórcio e Ryan abriu mão da acusação de agressão para dividir a guarda do filho.

Continua após a publicidade

Abaixo, acompanhe as polêmicas envolvendo o elenco da série de Ryan Murphy:

Continua após a publicidade

Acusação de pedofilia

No ápice de Glee, em 2010, um ensaio fotográfico para a revista GQ com os atores Cory Monteith, Lea Michele e Dianna Agron foi acusado de “beirar a pedofilia” por um conselho de pais que discute a programação da televisão americana, o Parents Television Council.

<span class=”hidden”>–</span>GQ/Reprodução

As imagens feitas pelo polêmico fotógrafo Terry Richardson, investigado por denúncias de abusos sexuais, mostram Michele e Agron vestidas de modo sensual. Michele também disse que não sabe como Terry Richardson os “convenceram a fazer metade das coisas”.

Na época, interpretando estudantes na série, Dianna Agron e Lea Michele tinham 24 anos, enquanto Monteith tinha 28.

Overdose

Em 2013, o ator Cory Monteith foi encontrado morto aos 31 ano. Ele estava em um hotel de Vancouver, no Canadá. As autoridades confirmaram que o protagonista da série morreu após injetar heroína e beber champanhe.

Continua após a publicidade

Morte misteriosa

Já em 2014, o namorado da atriz Becca Tobin, que interpretava Kitty em Glee, também foi encontrado morto em um hotel na Filadélfia (EUA). A investigação sobre a circunstância da morte do executivo Matt Bendik, de 35 anos, foi inconclusiva. Nenhuma droga, medicação ou arma foi encontrada em seu quarto, e o motivo do falecimento nunca foi esclarecido.

De acordo com o tabloide britânico Daily mail, familiares de Bendik acreditam que ele tenha sofrido um ataque cardíaco devido a estresse.

Continua após a publicidade

Morte e acusação de pornografia infantil

O Puck de Glee, Mark Salling, faleceu em 2018 aos 35 anos. O corpo de Salling foi encontrado pendurado em uma árvore perto do rio Los Angeles, em Sunland, meses depois do ator ter se declarado culpado pela posse de imagens de pornografia infantil.

Mark Salling em cena de divulgação de 'Glee' — Foto: Divulgação

Ele chegou a ser preso em dezembro de 2015 após a polícia local encontrar centenas de registros “de menores de idade em condutas sexuais explícitas”.

Em outubro de 2017, conseguiu acordo com o promotor para ser sentenciado a até sete anos de prisão, escapando de uma sentença que poderia chegar a 20 anos de reclusão.

Continua após a publicidade

Em 2013, Salling também foi acusado de agressão sexual por uma ex-namorada. Ela disse que o ator teve relação sexual com ela sem proteção, apesar de ter insistido no uso de camisinha.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

Acusação de racismo

Em 2020 as polêmicas não pararam. Em meio ao movimento Black Lives Matter, após a morte do ex-segurança George Floyd, Lea Michele foi acusada de racismo por uma outra atriz de Glee. Samantha Marie Ware, a Jane do seriado, afirmou que a atriz e cantora fazia de sua vida no set “um inferno”.

Samantha Marie Ware acusou Lea Michele de

Continua após a publicidade

“Você se lembra de quando fez da minha estreia na TV um inferno? Porque eu nunca esqueci. Eu acho que você disse a todo mundo que, se tivesse a oportunidade, ‘cagaria na minha peruca!’, entre outras pequenas agressões traumáticas que me fizeram questionar minha carreira em Hollywood”, escreveu Samantha em seu Twitter após Lea postar mensagens de apoio ao movimento antirracismo.