Latam Brasil pede recuperação judicial nos Estados Unidos

A Latam Brasil entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos nesta quinta-feira (9) por causa dos impactos da crise causada pelo coronavírus.

Em maio, o grupo Latam Airlines e afiliadas no Chile, Peru, Colômbia, Equador e Estados Unidos já tinham entrado em processo de reestruturação de dúvida. A Latam Brasil, no entanto, havia ficado de fora.

Em nota, o grupo informou que a entrada no processo de reestruturação financeira do grupo nos EUA visa “reestruturar sua dívida e gerenciar efetivamente sua frota de aeronaves, enquanto permite a continuidade operacional”, mas garantiu que “continuará a voar sem nenhum impacto nas suas operações de passageiros, cargas, reservas, vouchers ou pontos”.

De acordo com a Latam Brasil, a companhia enfrenta uma dívida de R$ 7 bilhões, principalmente com empresas de leasing e bancos. Considerando o crédito em passagens pagas, mas não voadas, e outras provisões, a conta sobe para R$ 13 bilhões. A dívida total é de US$ 10 bilhões, mas se incluídas as provisões futuras, o montante dispara para US$ 17,9 bilhões.