Moradores do Morumbi querem erguer muro para dividir Parque Paraisópolis

Moradores do Morumbi estão pedindo permissão à Prefeitura de São Paulo para construir um muro de três metros para delimitar o futuro Parque Paraisópolis. Eles querem ainda que o parque tenha apenas uma entrada, que fica em uma rua de Paraisópolis. As informações são do G1.

O parque Paraisópolis deve ocupar uma área de 68 150 metros quadrados de área verde. A previsão de entrega é outubro de 2020. A área fica entre a favela de Paraisópolis e casas de alto padrão do Jardim Vitória Régia.

De acordo com Gilson Rodrigues, presidente da União de Moradores e do Comércio de Paraisópolis, a comunidade pleiteia a abertura do parque há mais de 10 anos para oferecer alguma área de lazer à população. 

A Associação dos Amigos do Jardim Vitória Régia enviou uma carta no fim de junho com reivindicações:

Continua após a publicidade

  • Cercamento de todo o entorno do parque, com um único acesso pela Rua Silveira Sampaio (em Paraisópolis), eliminando o acesso pela Rua Dona Maria Mesquita de Mota e Silva;
  • Aprovação de Regulamento de Uso que prevê horário de funcionamento de 7 às 19h, proibição de piquenique, proibição de entrada de carros, motos e bicicletas, proibição de pessoas com animais e proibição de “pessoas cujas atitudes agridam a moral e os costumes dos usuários do Parque”.
  • Análise da permissão de eventual construção de um muro de 3 metros de altura ao longo da divisa, acompanhando o gradil.

 De acordo com a Prefeitura, ainda não houve análise dos pedidos da associação, que irá apresentá-los em reunião a ser agendada com o secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo de Castro.